quarta-feira, 23 de julho de 2008

A Vontade Cinematográfica


Ele era uma pessoa sem vontades. Vamos imaginar isso.

Ele caminha até a poltrona e imagina.

Algo me diz que alguma coisa vai de alguma forma me fazer alguma coisa ao me contar que de alguma forma  vai de forma alguma para lá. Calma, imagem, calma:

Um famoso iatista olímpico não pode deixar de ser mencionado. Além de tudo, ele dança e canta em espetáculos de variedades. E dança muito bem... dança melhor que os dançarinos. Eu canto muito bem, melhor que os cantores.



Eu era um fenômeno da ótica cinematográfica. Imagina isso além da vontade cinematográfica.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

MACIEL EM TRANSE - 1

OLA. SOU DETETIVE PARTICULAR E ESPECIAL. MEU NOME É QUINTA-FEIRA. ESSE É O MEU PARCEIRO SEM CABEÇA.

OLÁ. MEU NOME É ÁLAMO.

CERTA FEITA, O TELEFONE TOCOU INSISTENTEMENTE EM NOSSO ESCRITÓRIO.

(OS DOIS DETETIVES SE OLHAM E OLHAM PARA O TELEFONE)

VOCÊ NÃO VAI ATENDER, QUINTA?
NÃO, ÁLAMO! EU ATENDO.

ALE. ALO!

(MOVIMENTOS COM O PESÇOCO)

NÃO. AQUI É O QUINTA-FEIRA. DETETIVE PARTICULAR E ESPECIAL.
NÃO. AQUI É O QUINTA. QUINTA?

TELEFONE PARA VOCÊ, ÁLAMO.

(PASSA O TELEFONE LENTAMENTE)
(CLOSE NO TELEFONE NA MÃO)

FIM DO PRIMEIRO ATO
FIM DO PRIMEIRO EPISÓDIO

VINHETA FINAL

Pesquisar este blog