sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Revelação

encontrei novamente a musa
no corpo da mesma mulher
vi minha casca esponjar-se
e minhas vestes encolherem

não ao corpo humano vivo
mas à sêde morta em gotas
d´água de um pulmão denegrido

tirou a peruca branca
as lentes de contato azul
e com meus óculos prateados
viu-me debochar do engôdo
e de autor tornar-me musa

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog