quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Superficial

deslizava por toda a parede
ao encontrar uma fresta
enfiei meu dedo na greta
depois o meu olho esquerdo
entrei em estado de choque
depois retomei do começo

e como se já nem pudesse
duvidar da superfície dada
e do contemplar que vaga
pego-me ainda alisando
e encontrando divisórias
porosidades, esfoleamentos

e composições de múltiplos segmentos
através das aparências mais chapadas

(2010, último post)

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog