sábado, 18 de dezembro de 2010

Último Desafio

- já não há mais sentido, foi por isso que eu parei.
- foi por isso que eu comecei.
- é aí que nós somos o buraco negro, dentro de um discurso maior.
- aludes a teorizações relacionais?
- faço desfiles. esse é o meu ramo.
- é um ramo do que faço.
- suas feituras comportam as minhas então?
- venha ver, venha ver, eugenia.
- ah, você canta... são paulo?
- não tenho vontade.
- como não?
- não sei. não sou bom com as palavras das vontades.elas que ajam sem palavras. como fomes e sedes intrínsecas.
- é bom estar entregue, quando se tem algo a oferecer.
- tenho um corpo de muita valia.
- ora, isso eu também tenho.
- isso é um desafio?
- pois que seja o último!

Pesquisar este blog