quarta-feira, 22 de junho de 2011

O Lábio


ao homem que morde o lábio

que sangra a boca insigne:

gozo não é câncer cínico


a crise na palavra clitóris

a crise evidente

o homem que morde

e sabe que vai morder

é já de tal modo engolido


ou meu engulho é uma tela

que tomo abrindo janelas

que homem lhe disse isso

aquele que não morde


a crise na palavra clitóris

a crise na palavra aparente

é óbvia se não se dá conta


que morder o lábio signo

até que a morte apareça

é o sepultamento e a pompa

dos legítimos aos joguetes


(até)

que a língua separe os dentes

crise na palavra aparente

evidente se não se dá conta

que existe um prepúcio na boca

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog