sábado, 8 de outubro de 2011

Penélope Pileata - Notas de Ensaios




25/08/2011


ele está demorando para voltar você não acha? ele está demorando para chegar ao outro lado. você não acha? ele não conseguirá chegar até o outro lado, como parece. não chega a ser o que não parece. ela, a outra extremidade, não chega a ser o que não parece. eu daria todas as respostas, nasci com essas ganas. ele, a outra extremidade, engana a essência à cada passo essencial. cada pé é eminentemente artificial. ela, a outra extremidade, não espera por ele do outro lado, não espera por uma conclusão nos seus desígnios. não espera nem pela morte nem pelo amor. ninguém, nenhum, dos quais, poderiam ser vistos na outra extremidade da outra extremidade. essas pessoas, esses pedaços do conhecimento, esses rastros da infinita descontinuidade, confundem-se com os seus lugares, confundem-se com o espaço que ocupam. ninguém, nenhum, dos quais, poderia dizer onde terminam esses espaços que ocupam e onde começam essas pessoas, esses pedaços da infantil infinitude, esses rastros do perpétuo em descontinuidade.

26, 27/08/2011

Guilherme Marks. Passagem com a garrafa na boca, mas ainda não é a original. Se tiver que prender com os dentes creio que os dentes não vão suportar, então melhor seria ter um bico que não fosse a aparência de um bico que carrego na boca mas no peito de uma concepção. Preciso de uma alternativa, menos tempo com ela na boca, ou um suporte de fixação dela na boca. Uma alternativa que comporte o peito da boca. O estado de pleno direito do bico do peito da boca. E quem sabe uma sorte de penduricalhos no pulso.

- "Cultura do Narcisismo" e "Esboço de Psicanálise", e chega.
- estou perdido/a pedra abriu os olhos/e me viu/entre o prédio e a avenida, escorado com um braço/entre a esquina e o fim do dia;
- "Uma espécie de deus amarrado a um corpo que apodrece";
- o mistério (?) da experiência mais banal à mercê de uma ou outra capacidade falha de interpretação;
- demandas da vida imediata e o destinho - tragico é o encarnado - trago bode;
- "a pulsão é regressiva - anda p/ trás - busca o repouso - do orgânico ao inorgânico - vai até a morte - aquilo que constitui é aquilo que trai a constituição".


Nenhum comentário:

Pesquisar este blog