segunda-feira, 26 de março de 2012

doble hembra II




ao começar o jantar notei que havia um corte no meu dedo
não dei conta da profundidade com exatidão
o que me alarmou foi a retidão
o corte atravessando a pele
a discrição do alarme
a sirene despertou
algumas camadas de engano
o outono dos contornos da cebola
retas afetam eventos transversais
eu ia caminhar em linha reta
num mesmo percurso um mesmo lugar
o susto adjacente atirava-se janela afora
ao lado as veias dos espelhos sem cortina
escarraram tanto que acabou meu pai

domingo, 25 de março de 2012

doble hembra



uma cavidade se pronuncia
de dentro pra fora
na verdade é uma concavidade
com vértices convexos
um ponto entre arestas
a dança da fresta entreaberta
convites antecipados
eu vou estreiar na noite
no melhor do rebolado
os corpos parados não perdem
os corpos mortos lideram
pronuncia-se uma concavidade

Pesquisar este blog