quarta-feira, 11 de novembro de 2015

noite gela



noite amarela inflamada de fora

alimenta de escuta as escoras de cantos

e a palavra levanta uma pata

de cadela tem até uma força

de chamar levando ao baixo.

o fantoche tóxico em novo bruxo

suicida e ressuscita objetos

um para cada personagem e

abriu a boca em tudo e corre

queimadura no céu sanguíneo.

aqui é abafado para sobrevivência

sem nenhum vento inflado de útero

por alguma abertura sem margem

crescendo em mim em cada um


de acordo com a noite hoje gela.

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog